Sessões noturnas de alta-fidelidade

Wandique

Diamante
KC_Starless_and_BB.jpg
 
Última sessão noturna da semana. Só instrumental.
Este título tem nome sugestivo para uma sessão noturna:

20220619_092726.jpg

Mais um Phase 4:

20220619_092756.jpg

E pra encerrar, um violão bem brasileiro:

20220619_092827.jpg
 

janbalanco

Iniciante
Prova disso é o excessivamente exaltado Liminha. Tirou todo o peso e impacto percussivo do primeiro disco de Chico Science e Nação Zumbi, Da Lama ao Caos, deixando os membros da banda muito insatisfeitos. Uma misto de inabilidade para gravar com uma visão musicalmente restrita. Como um típico produtor brasileiro.

Por coincidência esses dias estava escutando após décadas o LP Õ Blésq Blom dos Titãs, produzido por Liminha, e a qualidade sonora é surpreendente. E também foi gravado e mixado no mesmo estúdio que Da Lama ao Caos, o Nas Nuvens, no Rio de Janeiro. Liminha mixou ambos também. Recomendo.
 

janbalanco

Iniciante
O problema é mais grave e faz parte do descaso da indústria fonográfica brasileira pelos seus artistas. A gravadora jamais produziu qualquer registro ao vivo da banda. Um crime! E era justamente ao vivo que se podia sentir todo o impacto sonoro da Nação Zumbi. Apenas um registro decente em vídeo foi feito. O show do Cais da Alfândega, no Recefe, em 1994 - há uma gravação razoavelmente boa circulando pelo Youtube. Mas duvido que tenha sido produzido pela gravadora, pois não não saiu em CD.

Falando em produtor, qual deles por aqui é realmente qualificado, @victoriobenatti? Você conhece algum clássico brasileiro realmente bem gravado? Mesmo o Afrociberdelia, apesar de captar melhor o peso percussivo da banda, não é tudo isso em termos de gravação.

A pergunta não foi para mim mas tomando a liberdade de responder, a reedição do LP Transa de Caetano Veloso remasterizada em Abbey Road tem tamanha qualidade sonora que é um dos discos que uso para demonstração do meu sistema quando chega visita em casa rs - tenho a segunda prensagem, AB500. Você encontrará muita qualidade também no LP Mais de Marisa Monte. Além desses dois que são impecáveis, pensando rapidamente lembro ainda do excelente som de bateria da primeira prensagem de Alucinação de Belchior, o "álbum branco" de João Gilberto toca bem apesar de uma falha grave de mixagem na primeira faixa, e a primeira prensagem do Clube da Esquina é ótima.

Como recomendação geral de boa qualidade de áudio em discos brasileiros eu recomendo fortemente o trabalho de Homero Lotito, da Reference Mastering, em São Paulo. Discos masterizados por ele já tem um bom atestado de qualidade, mas se for mixado e masterizado, melhor. https://referencestudio.com.br/discografia/

Espero que algumas dessas sugestões possam ser úteis, abração e boas audições!
 
Top